Seguidores

domingo, 13 de maio de 2012

Mais que mãe, uma deusa...



"Mulher, agora és uma deusa..." - pensou Maria


Em seus braços um  pequeno ser a observava,
olhos arregalados, famintos por atenção,
fazia do leve choro, suas primeiras palavras...
Talvez dissesse à ela : - Prazer em ti reconhecer, sou seu filho, mãe...
Maria, agora mãe,
tinha o olhar iluminado,
em seu peito o coração parecia bater desvairado,
de tanto amor que sentia...
Quantas sensações diferentes invadiam seu consciente naquele momento,
não havia dor, não havia medo,
estava amparada por uma imensa ternura
E tudo que mais desejava 
era proteger e acalentar, 
tão frágil criatura.
- Eu te amo... eu te amo... eu te amo...
( Dividia a todo instante esta frase com o pequeno presente que recebera de Deus )
E ao perceber um modesto sorriso em tão meiga face,
seus olhos já não contiveram as lágrimas
entregara-se deliberadamente ao pranto, soluçava de emoção.
Quão raros foram os momentos na vida de Maria
em que sentira-se intensa e inteiramente feliz.
Porém todas as carências que lhe acompanharam pela vida foram extinguidas, 
todo carinho, do qual sentira necessidade, foi reparado
todos os amores que lhe faltaram, foram compensados...
E aquele tornara-se o dia mais importante de sua vida,
dali em diante não seria mais uma pessoa só
suas responsabilidades seriam dobradas,
jamais deixaria de sentir aquela leve fisgada no peito ao pensar no dia de amanhã
Quantas decisões teriam de ser tomadas, quais seriam as melhores escolhas?
Mas este era o grande dia de sua vida,
ela concebera em seu ventre, um outro ser,
fabricava em seu corpo, o alimento para ele
sentia-se uma artista, que fora capaz de desenhar cada traço daquele semblante
moldar cada dedinho delicado daquela mão
e fazer pulsar, dentro daquele pequeno corpo,
um coração já apaixonado por ela.
Maria, descobriu o grande poder por Deus à ela designado
Sentiu-se grata e envaidecida
Maria, dentre tantas, sentiu-se única e especial
Maria descobriu-se MÃE...
E já desejara daquele momento ouvir esta simples palavra 
ser dita por aquela amada criatura, 
com uma voz que só sairia daquela garganta,
com a suavidade ou avidez que só ele poderia colocar
- MÃE...


 Sou Maria... sou Mulher... sou Mãe...


Uma homenagem a todas as mães...
Em especial às minhas mães:
Ivone, minha mãe de coração ( que já está sob a guarda do Senhor) 
e minha amada mãe Iolanda, que Deus a abençoe e nos permita conviver com ela por mais algumas décadas.























Nenhum comentário:

Postar um comentário